aPostador Casual

segunda-feira, setembro 28, 2009

A Casa do Zé

Apontamento sobre a vida de um Zé Ninguém, que durante um dia foi olhado como Alguém e depois voltou a ser ... Ninguém.



Clique na imagem para ver o video

Etiquetas: , , ,

4 Comentários:

  • Não sei qual será maior tortura: Se ser pobre a vida toda, se ser pobre depois de ser rico.

    O gesto das moçoilas e moçoilos foi de louvar, pena o Zé ser o ratinho de laboratório. Vamos ver como se portam quando forem mulheres e homens, integrados na sociedade de consumo, por sua conta.

    Vários comentários dos espectadores ao vivo:
    - "uma ideia engraçada"
    - "está um espectáculo"
    - "Digno de dó"
    Bem, não seria mais engraçado integra-lo num lar com o contributo da sociedade?
    Não seria mais espectacular providenciar-lhe conforto e carinho para sempre?
    Dignos de dó não será a sociedade, exageradamente consumista que, passivamente, vai comentando sem nada fazer?

    Carlos C., desculpa esta minha "agressividade" mas, não acredito naquela "propaganda" de boa vontade. Como dizes: o Zé Ninguém promovido por um dia a Zé Alguém para voltar a ser Zé Ninguém para mim, foi "sadismo".

    Por Blogger LP, Às quarta-feira, setembro 30, 2009 10:53:00 da manhã  

  • Caro LP
    Esta caixinha de comentário não tem défice democrático, todos os comentários são benvindos independentemente das opiniões coincidirem ao não, por isso não há que pedir desculpa sobre o modo com escreves.
    Um abraço.

    Por Blogger Carlos C, Às quarta-feira, setembro 30, 2009 5:35:00 da tarde  

  • Não sei que pensar. O gesto dos jovens tem significados diversos consoante o ângulo de visão: ironia? chamada de atenção? brincadeira bem intencionada mas sem consequências úteis?
    Vivemos numa sociedade esquizofrénica em que o real se confunde com a ficção, e vice-versa. Já vi "instalações" artísticas deste género. Para desassossegar as consciências - diziam os artistas...

    Também já vi "sem- abrigos" que se recusam a aceitar abrigo, dizendo que vivem numa "liberdade viciante": arranjam as traseiras de um restaurante que lhes dá os restos, sacam umas moedas aqui e ali para tabaco e cerveja, não fazem nada, também ninguém lhes pede nada...

    Sociedade esquisita, esta...

    Por Blogger Méon,, Às domingo, outubro 04, 2009 7:26:00 da tarde  

  • Caro Meon
    Vou aproveitar (emprestadar) o fim do comentário para titulo de algum próximo post sobre situações da nossa sociedade.

    Realmente é ... Sociedade esquisita, esta ...
    Um abraço

    Por Blogger Carlos C, Às terça-feira, outubro 06, 2009 12:46:00 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial